Resistindo às tentações

13/02/2019

Um dos desafios daqueles que têm obesidade ou visam a perda de peso é conseguir manejar o consumo indulgente de comida, ou seja, a comida que comemos por vontade/impulso e não fome.

 

As dietas muito restritivas são sabidamente ineficazes em longo prazo: é observada a perda de peso imediata seguida do ganho de peso. Em contrapartida, no mundo moderno, somos constantemente expostos a alimentos altamente calóricos, o que contribui para o fracasso das dietas restritivas.

 

O sistema de recompensa, mais do que o simples balanço energético, é o mecanismo primário do sistema neurocomportamental responsável pelo “comer demais” no mundo moderno. O sistema de recompensa é ativado toda vez que o cérebro é exposto à tentação, processo caracterizado por 3 etapas: viés de atenção, desconto temporal e a empatia pelo gap quente-frio.

 

O viés de atenção é a suscetibilidade à distração provocada por alimentos, a detecção precoce de alimentos no campo visual e dificuldade em desviar a atenção dos alimentos. Em situações de fome ou dietas muito restritivas, essas características estão aumentadas, o que compromete a adesão à dieta. Ademais, para o indivíduo que faz dieta restritiva, a comida palatável age como um imã motivacional, que monopoliza a atenção e compromete o sucesso da intervenção.

A adoção de um estilo de vida saudável envolve uma série de decisões em curto prazo, como, por exemplo, deixar de consumir álcool, em troca de um bem maior no futuro. O desconto temporal é o conceito que envolve a escolha da gratificação imediata de comer uma sobremesa palatável e calórica, por exemplo, em detrimento da gratificação mais demorada para um fim maior, como a perda de peso.

 

Estados viscerais quentes são aqueles como fome, sede, desejo sexual e craving (por comidas, drogas, sexo etc), que podem ser resolvidos com os respectivos estímulos. No entanto, existe uma dificuldade humana de antecipar os estados viscerais. Assim, um indivíduo com fome (estado visceral quente) tende a tomar decisões diferentes que um indivíduo que está saciado (estado visceral frio) - mesmo nas decisões sobre o que comprar para comer na semana seguinte. Ou seja, existe uma distância (gap) entre a auto-empatia de quando se está num estado visceral quente para o estado visceral frio e vice-versa.

 

Esses conceitos parecem e são complexos. A consulta com o nutricionista continua sendo a forma mais saudável de perder peso sem comprometer a massa muscular, e pode trazer recursos e informações para driblar o gatilho do sistema de recompensas. Mas conhecer os mecanismos que contribuem para as falhas na adesão de dietas pode ser um poderoso aliado na perda de peso.

 

Citando a escritora Maya Angelou: “Do the best you can until you know better. Then when you know better, do better.”


 

Referência:

  • Appelhans BM, French SA, Pagoto SL, Sherwood NE. Managing temptation in obesity treatment: A neurobehavioral model of intervention strategies. Appetite, v.96, 268-279, 2016.

 

Please reload

Últimos posts

Saudades de um pão de queijo

September 23, 2020

1/10
Please reload

Tags
Please reload

Posts relacionados
Please reload

Comentários
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

© 2020 por NutS - Nutrition Science. Todos os direitos reservados.