Raio-X do alimento: Cúrcuma

Originária da Índia e em regiões do sudeste asiático, a cúrcuma (Curcuma longa L.), conhecida como açafrão-da-terra ou também por uma longa lista de outros nomes como açafrão-da-índia, turmérico, gengibre amarelo, consiste numa planta pertencente à família do gengibre (Zingiberaceae), que possui um tipo de caule, o rizoma, que apresenta coloração característica amarelo-alaranjada e no qual se encontram as propriedades à saúde que descreveremos a seguir.


A cúrcuma possui um componente chamado curcumina, principal polifenol e que é responsável pela coloração típica e que ostenta consigo uma longa lista de benefícios para a saúde. Como um dos efeitos promotores á saúde, destaca-se a ação antioxidante, ou seja, protegendo o organismo da ação dos radicais livres, que aceleram o processo de envelhecimento celular. Estudos sugerem que a curcumina pode atuar promovendo a capacidade de sistemas antioxidantes endógenos, como da enzima superóxido dismutase (SOD). Nesse sentido, a estudada foi estudada quanto à capacidade de atenuar os efeitos oxidativos e danosos às células do sistema nervoso, uma das principais causas do desenvolvimento de doenças neurodegenerativas, caso da Doença de Alzheimer e Parkinson. Outra perspectiva colocada acerca dos benefícios da cúrcuma recai sobre a redução do risco de desenvolvimento de câncer e, sua ação no tratamento de alguns tipos de tumores, como garganta, cólon, mama e próstata.


Adicionalmente, o estresse oxidativo tem sido implicado no curso e desenvolvimento de diversas doenças crônicas, estando sua fisiopatologia intimamente relacionada também aos processos inflamatórios. De fato, as células inflamatórias liberam espécies reativas de oxigênio e nitrogênio no local da inflamação levando ao estresse oxidativo. Nesse contexto, foi demonstrado que a curcumina bloqueia a ativação do NF-κB, um fator de transcrição envolvido nas vias dos processos inflamatórios. Algumas pesquisas inclusive avaliaram o potencial de ação antiinflamatória por meio do extrato de curcumina e a melhora dos processos inflamatórios envolvidas em doenças osteoarticulares como a artrose e doenças intestinais, como a colite.

Abaixo, podemos visualizar os valores nutricionais para tanto para 100g do pó de cúrcuma e para a porção de 1 colher de chá (cerca de 5g). Podemos observar na porção de 1 colher de chá, o relativo baixo valor calórico, similar a de outras especiarias e a predominância da energia proveniente dos carboidratos:

Fonte: United States Department of Agriculture (USDA).


Algo importante que aqui cabe ressaltar: a associação da cúrcuma com a piperina, substância presente na pimenta-do-reino, potencializa significativamente a absorção da curcumina no intestino.


A cúrcuma pode ser incorporada diariamente na alimentação, seja em pratos como legumes, arroz, peixes, frango, omeletes, além de sopas e molhos, por exemplo, dando um toque de cor especial. Presente na culinária indiana, a cúrcuma faz parte do seja no curry, rica mistura de especiarias que, sendo os ingredientes que o compõem empregados de acordo com o país e a região em que é preparado, resulta numa alquimia de sabores. A cúrcuma está sempre presente na receita básica, além disso, o curry apresenta em sua composição variedades de pimentas, canela, gengibre, cominho, coentro, cardamomo, feno-grego e erva-doce. Adicionalmente, no Brasil, algumas variações exibem mostarda, louro, cravo-da-índia, noz-moscada, entre outras especiarias. Para que o consumidor saiba de fato o que compõe o curry, orienta-se que, no momento da compra, seja observada a lista de especiarias presentes no rótulo do produto industrializado, ressaltando que os ingredientes listados sempre aparecem em ordem decrescente de quantidade.

A curcumina tem um histórico de segurança estabelecido e, de acordo com os relatórios do JECFA (Comitê Conjunto de Especialistas em Aditivos Alimentares das Nações Unidas e da Organização Mundial da Saúde) e da EFSA (Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos), o valor de ingestão diária permitida de curcumina é 3 mg/kg de peso corporal. Apesar desta segurança bem estabelecida, alguns efeitos colaterais negativos foram relatados como náuseas, diarreia, dor de cabeça e erupções cutâneas.


Não confunda, a cúrcuma com o açafrão que vem do pistilo da Crocus sativus, uma flor que confere sabor e aromas especiais aos alimentos. Trata-se de uma especiaria que necessita de 250 mil flores para obter um quilo do produto - que pode atingir a bagatela de R$70 mil reais!

Referências

Hewlings SJ, Kalman DS. Curcumin: A Review of Its Effects on Human Health. Foods. 2017;6(10):92. Published 2017 Oct 22. doi:10.3390/foods6100092.


Jurenka JS. Anti-inflammatory properties of curcumin, a major constituent of Curcuma longa: a review of preclinical and clinical research [published correction appears in Altern Med Rev. 2009 Sep;14(3):277]. Altern Med Rev. 2009;14(2):141-153.

Últimos posts
Tags
Posts relacionados
Comentários
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

© 2020 por NutS - Nutrition Science. Todos os direitos reservados.