Horta Caseira - Parte III - As aventuras e desventuras de plantar em apartamento


Se teve algum benefício ter o privilégio de poder ficar em casa em quarentena durante a Pandemia, sem dúvida, foi colocar em prática alguns planos que estavam projetados apenas na teoria.


Nesse contexto, o texto de hoje é, na verdade, um relato de experiência com o objetivo de trazer as vivências de plantar em apartamento, desde a semente até o produto final.


A quarentena me deu um pouquinho mais de tempo e trouxe a necessidade de entrar mais em contato com a natureza, plantar para mim foi um refúgio para diminuir a ansiedade e relaxar. Sempre gostei muito de plantas, cultivava vasinhos de manjericão, de hortelã, mas nunca tinha tido a experiência de plantar desde a semente e cultivar até obter o produto final, sempre partia de vasos prontos. Embora já tive acesso a diversos manuais de plantação, nunca tinha feito uma horta sozinha.


Parte dessa experiência, se deve ao fato de eu ter me mudado e saído da casa dos meus pais. No novo apartamento tinha varanda e logo pensei: “finalmente vou fazer uma horta na minha casa, como há tempos estudava”. Comprei as sementes, terra, húmus de minhoca tudo direitinho conforme orientações de manuais e cursos que já fizera e que também compartilhamos aqui no NutS (Horta caseira I e Horta caseira II).


No entanto, a minha experiência de plantar a partir de sementes, só teve início em meados de Março, com o início da quarentena, mais especificamente no dia do meu aniversário, como não teria nenhuma festa por conta da quarentena, resolvi me presentear dando início a minha tão sonhada horta.


Peguei os materiais que já havia comprado, e estavam lá esquecidos na dispensa, e comecei a horta com as sementes de coentro e rabanetes, o primeiro por ser um tempero que adoro e o segundo pelo fato de gostar muito desse alimento e pela alegria que deve ser puxá-los da terra, por serem raízes tuberosas, o rabanete cresce em baixo da terra.


Para ajudar nesse passo a passo, produzimos um vídeo explicativo de como realizei a minha plantação do coentro aqui no meu apartamento.

Para o rabanete, a única diferença é que o local final para a plantação do rabanete tem que ser um vaso fundo, para que o rabanete tenha espaço para crescer em baixo da terra.


Durante esse processo, algumas descobertas importantes foram feitas, e decidi compartilhá-las aqui, são dicas valiosas para que você não cometa os mesmos erros que cometi ou ignore orientações importantes sobre como plantar, que acabei ignorando.

1° Dica: Cada planta tem o seu tempo de germinação, paciência é a palavra de ordem.

A primeira coisa que descobri foi o tempo que as sementes demoram para brotar, cada planta tem o seu tempo, plantei o rabanete e o coentro no mesmo dia. Em uma semana o rabanete já começou a brotar e na segunda semana já estava cheio de folhas, em quanto que o coentro começou a brotar somente depois da segunda semana, com 16 dias.


Cheguei a pensar que as sementes de coentro não brotaria mais, o que me fez continuar regando a terra, foi a curiosidade, ou eu diria a falta de paciência, de pegar um quadradinho de terra da sementeira e ver como estavam a sementes do coentro, e para a minha surpresa elas tinham começado a brotar, só não tinham ainda saído da terra, em dois dias elas começaram a despontar.

2° Dica: Não coloque mais que 3 sementes no mesmo espaço da sementeira.

Embora eu já tivesse a informação de que não se deve colocar muitas sementes por espaço na sementeira, apenas de 2 a 3 sementes. Eu acabei ignorando essa orientação, pois queria plantar o sache inteiro de sementes e acabei colocando umas 5 ou 6 em cada espaço. Resultado? Muitas mudas no mesmo quadradinho de terra! O que dificulta na hora do replante, pois dependendo da hortaliça que estiver plantando, a mesma precisará de espaço para se desenvolver. Então será necessário separar as mudinhas na hora de fazer o replante, o que é bastante complicado, pois elas são bem delicadas.

3° Dica: Não coloque muitas mudas em um mesmo vaso, mantenha um distanciamento.


Foi aí que aconteceu o meu segundo erro, plantei muitas sementes de rabanete e na hora de replantar acabei não separando as mudinhas, para que estas tivessem espaço para crescerem. Acabou ficando um vaso com muitas mudas e no caso do rabanete, um distanciamento de pelo menos 10 cm é necessário. Resultado? Precisei arrancar algumas mudas, para que as outras tivesse espaço para crescerem. Colhi alguns rabanetes menores e fiz uma segunda replantagem para outros vasos, aumentando o distanciamento das mudas.

Mesmo assim, os rabanete acabaram ficando pequenos ou em formatos diferentes, alguns muito compridos.


Apesar dos problemas relatados, a experiência foi fantástica! Poder fazer uma salada com alimentos que você plantou, realmente tem outro sabor. Vale a pena o investimento e a dedicação! Em 40 dias fiz a minha primeira colheita dos rabanetes menores, para dar espaço aos outros e segui colhendo por mais um mês. Cada semana colhendo uns 3 ou 4 rabanetes para colocar na salada.

4° Dica: Sol na horta, a luz solar faz toda diferença no desenvolvimento das plantas!

Outra dica importante, é a luz solar na sua horta, procure o lugar com mais tempo de sol. Durante o processo, descobri que, no inverno, o sol batia na varanda somente até às 9 horas da manhã. E percebi que as plantas não estavam evoluindo, a folhagem do rabanete estava pequena. Então, observei que na janela do escritório e da área de serviço, o sol batia no final da tarde e a luminosidade era maior, não era o local que havia planejado inicialmente para a minha horta, mas foi o lugar que ela escolheu. Então mudei os vasos de lugar. e, sucesso! Em uma semana os rabanetes que foram para janela com sol, cresceram muito mais do que os que continuaram na varanda. O vaso de manjericão, que estava com as folhas amareladas, revigorou. Então acabei movendo todos os meus vasos para as janelas que batiam mais sol.


Estudar o tipo de luminosidade que sua planta gosta antes de começar o plantio é fundamental. Atualmente eu tenho o rabanete, o coentro, o manjericão, cebolinha e o hortelã, assim que acabar o inverno, iniciarei o plantio de rúcula.

Espero que esse relato ajude e incentive você a fazer sua horta caseira!

Seja em apartamento, em casa ou no cantinho que puder.

Boa sorte e mãos à obra!


Últimos posts
Tags
Posts relacionados
Comentários
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

© 2020 por NutS - Nutrition Science. Todos os direitos reservados.