Raio-X do Alimento: Açaí

Hoje o post do NutS traz como tema, um alimento que carrega diversos benefícios à saúde e que é bastante apreciado ao longo do território nacional: o açaí. Em meio à riqueza da biodiversidade da floresta Amazônica, destaca-se esse fruto de coloração arroxeada produzida pelo açaizeiro (Euterpe oleracea, Mart.) e que possui características únicas.

O Brasil se posiciona atualmente como o maior produtor e exportador desse fruto. Isso porque se até então o açaí era apreciado pelos brasileiros, hoje sua presença é observada entre diferentes mercados nos países do hemisfério norte.

Mais comumente no Norte do país, especialmente nos Estados produtores de açaí, este fruto é consumido puro ou de diversas formas, seja como suco, doces e geleias ou acompanhado com farinha de mandioca, peixes ou camarão. No entanto, a polpa do açaí processada e congelada, tornou-se uma opção bastante popular e refrescante para os dias quentes (mas tem quem não se importe de consumir no inverno!) e o açaí pode aparecer seja como uma sobremesa ou, como comumente se observa, torna-se uma opção como lanche no período pré ou pós-treino a depender dos acompanhamentos.

E o quê o açaí tem?

Quando olhamos com mais atenção às informações nutricionais, a polpa de açaí liofilizada (ou seja, com teor de umidade bem reduzido) e sem açúcares ou xaropes adicionados, mostra-se como uma significativa fonte energética, proveniente dos carboidratos e gorduras naturalmente presentes, conforme podemos visualizar abaixo:

*Compreende o teor de carboidratos livres + fibras alimentares

O açaí apresenta mais de 40% de gorduras em base seca, sendo destes, 52,7% de ácido oléico - o mesmo tipo de ácido graxo presente no azeite de oliva, conhecido por ser amigo da saúde do coração! Apesar da tabela não quantificar o conteúdo exato , sabe-se que o açaí proporciona fibras alimentares. A fibra exerce funções importantes no corpo, contribuindo para o funcionamento adequado do intestino e na saúde da microbiota, além de retardar o esvaziamento do estômago, elevando mais lentamente o açúcar no sangue e promovendo a sensação de saciedade.

A polpa desse fruto tem sido nos últimos anos objeto de pesquisas em função de seu valor nutricional. Parte dessa fama é atribuída ao elevado conteúdo do pigmento que confere a cor característica do açaí, as antocianinas.

As antocianinas, substâncias pertencentes ao grupo dos compostos fenólicos, têm sido associadas a alguns efeitos positivos à saúde, tais como a atividade oxidante, diminuindo a oxidação das partículas de LDL-colesterol (popularmente conhecido como colesterol "ruim"). Adicionalmente, as antocianinas apresentam capacidade de reagir com os radicais livres e atuando como antioxidante no organismo, estando associadas à redução do risco cardiovascular e de algumas doenças neurodegenerativas.

Uma curiosidade: o conteúdo de antocianinas encontrado no fruto é diretamente influenciado por algumas variáveis que vai desde o estado de maturação (sendo maior quando o açaí está bem madurinho), assim como varia de acordo com fatores externos tais como os nutrientes do solo, a incidência de luz, pluviosidade e temperatura!

O consumidor deve ter atenção na hora de escolher qual açaí vai consumir, afinal, são tantos benefícios à saúde que essa delícia pode proporcionar, não?

Atualmente temos cada vez mais opções disponíveis em lojas que comercializam açaí ou nas geladeiras do mercado, polpas de açaí que não levam a carga (geralmente alta) de açúcares e xaropes para torná-lo bem doce. Ao comparar algumas opções industrializadas, a diferença do produto adoçado e as versões in natura ou que levam substitutos ao açúcar e/ou xarope (como adoçantes), observa-se diferença em relação ao valor calórico 50 a 70% menor nessas últimas alternativas.

Cabe considerar que as versões industrializadas, em geral (vale sempre ler a lista de ingredientes nos rótulos), levam aditivos alimentares em maior ou menor extensão, a exemplo de aromatizantes e emulsificantes. Se puder optar pelas versões das polpas sem nada adicionado, melhor e mais interessante.

Sobre os toppings

Ainda trazemos algumas dicas e sugestões do que pode acompanhar para aproveitar todas as propriedades que um bowl de açaí tem de forma mais saudável como explicado em mais detalhes em cada item:

  • Começamos pelas frutas. Aqui o leque é amplo, sendo o açaí mais comumente combinado com banana e morangos. As frutas agregam sabor mais docinho, pois contêm naturalmente açúcares na forma de frutose. Cada fruta agregará em quantidade variadas de fibra alimentar e de compostos bioativos (como antioxidantes) que contribuirão para a nossa saúde.

  • Chegamos na granola! Existem diversos fabricantes e tipos distintos, que se diferenciam pela lista de ingredientes que levam. Se possível, procure as opções de granola que contenham maior quantidade de fibras (você pode verificar pela leitura da tabela nutricional) e que tenham menor teor de açúcares de adição. ​​

  • Há quem goste de incrementar o bowl de açaí com a textura de pasta de oleaginosas (como castanhas) ou pasta de amendoim. Nesse caso, essas pastas agregam gorduras "boas" e é recomendável buscar as versões sem açúcar.

  • Se a ideia é dar uma potência mais doce ao açaí, temos o mel. Trata-se de outra forma de conferir o adocicado ao paladar (muito mais interessante que o açúcar branco ou xaropes!). Cabe aqui, apenas ressaltar o cuidado para não exagerar, principalmente para quem está controlando o peso e, o consumo de mel é contraindicado para pessoas com diabetes ou que precisam fazer o controle da glicemia.

  • O leite em pó proporciona um sabor característico ao açaí! E não é apenas isso, pois o leite é fonte de proteínas (que contribuem para a maior saciedade) e do mineral aliado da saúde óssea, o cálcio. Para as pessoas que possuem os níveis de colesterol LDL elevados, orienta-se que se busque as versões com menor teor de gorduras do tipo saturadas, como o leite em pó desnatado.

  • Essa opção virou queridinha dos praticantes de exercícios físicos, principalmente para o consumo como refeição no período pós-treino: os suplementos à base de proteína do soro do leite, o whey protein, incrementa significativamente o conteúdo de proteínas de alto valor biológico que contribuem para a manutenção e ganho de massa magra, além de muitas vezes agregar sabor (de acordo com os diferentes sabores que os suplementos podem apresentar).

Referências

Fregonesi BM, Yokosawa CE, Okada IA, Massafera G, Braga Costa TM, Prado SPT. Polpa de açaí congelada: características nutricionais, físicoquímicas, microscópicas e avaliação da rotulagem. Rev Inst Adolfo Lutz. São Paulo, 2010; 69(3):387-95.

Yamaguchi KK, Pereira LF, Lamarão CV, Lima ES, da Veiga-Junior VF. Amazon acai: chemistry and biological activities: a review. Food Chem. 2015;179:137‐151. doi:10.1016/j.foodchem.2015.01.055

Últimos posts
Tags
Posts relacionados
Comentários
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

© 2020 por NutS - Nutrition Science. Todos os direitos reservados.