Happy hour? Dicas para conciliá-lo com a alimentação equilibrada.


Após uma longa semana de trabalho, estudos, dentre tantas outras atividades, lá está o happy hour com os amigos para descontrair e relaxar. A grande questão é que, muitas vezes, esse momento pode ser um verdadeiro problema e algumas pessoas inclusive até abrem mão de participar desses encontros para fugir da possibilidade em cometer “deslizes” na alimentação. Diante deste cenário, elencamos algumas orientações sobre como manter o equilíbrio na alimentação mesmo estando fora de casa - aliás, uma outra mensagem que queremos passar aqui é que, se for ao happy hour, não deixe de aproveitar ao máximo o momento com os amigos e a família. Confira abaixo:


Evite ir com fome


Assim como é uma boa estratégia evitar ir às compras no supermercado com fome - afinal, tudo parece 5X mais apetitoso e o estímulo para colocar quase tudo no carrinho é alta, chegar no happy hour com muita fome também não é uma boa opção. Quando deixamos a fome “crescer” demasiadamente, o impulso a comer é maior (além da velocidade de mastigação acelerar), assim como a chance de se servir de maiores porções do que seriam suficientes para saciar, consequentemente, levando ao exagero, aumenta substancialmente. Nesse caso, vale prestar atenção se o intervalo entre a última refeição não se prolongou demais e, nesse caso, uma dica é optar um pequeno lanche saudável antes do happy hour.

Não se esqueça da hidratação


Você já ouviu falar que o álcool é diurético, certo? Isso ocorre, porque o álcool inibe a produção do hormônio antidiurético, conhecido como ADH, estimulando a diurese. Portanto, se beber (não dirija!) não se esqueça de ingerir água - o indicado é intercalar o álcool com água mineral a cada dose de bebida alcoólica, evitando assim a desidratação. Vale lembrar que quanto maior o teor alcoólico de uma bebida, mais calorias ela terá. Sendo assim, na mesma proporção, as bebidas destiladas (a exemplo da vodka, whisky, tequila, cachaça) tendem a ser mais calóricas que as fermentadas (como os vinhos e as cervejas).

Percorra o menu e faça suas escolhas


Antes de já fazer o pedido ao garçom, observe antes as opções que constam no menu - trata-se de hábito que auxilia o processo em se fazer escolhas mais “inteligentes”. Não há nada proibido na alimentação, mas uma escolha por exemplo, é substituir as frituras por preparações grelhadas, assadas ou cozidas - neste sentido, ao invés de pedir um frango à passarinho ou à milanesa, peça uma porção filé acebolado. Certamente a opção continuará muito saborosa!

Mantenha o restante da programação


No dia seguinte, procure descansar o corpo e realizar refeições mais leves, se assim se sentir melhor. Muito embora aquele convite de última hora para o happy hour possa surgir, isso não deve ser nenhum impedimento para aceitá-lo, porém, recorde que quanto mais programada for a rotina e, por conseguinte, a alimentação no restante dos dias, melhor. Ao longo da semana, o planejamento das refeições a serem realizadas e uma agenda de atividade física, por exemplo, são meios de conciliar o happy hour numa alimentação equilibrada.


Últimos posts
Tags
Posts relacionados
Comentários
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

© 2020 por NutS - Nutrition Science. Todos os direitos reservados.